Terça, 21 de Agosto de 2018
Cobranças
Esplanada: amigos e familiares cobram resultado de investigação sobre morte de empresário
Imagem: Reprodução
Publicado em 11/05/2018

Moradores da cidade de Esplanada, no nordeste baiano, ainda estão revoltados com a morte do fazendeiro e empresário Adriano Marcelo Barbosa Reis. O fato ocorreu no dia 15 de abril deste ano. Amigos e familiares, que preferem não se identificar por medo de represália, cobram respostas da polícia.

Ao BNews, uma pessoa próxima da vítima afirmou que antes do empresário ser morto, ele sofreu uma tentativa de assalto na tarde do dia 7 de abril, em uma das fazendas dele, na cidade de Conde.

“Aconteceu quando ele estava abrindo a porteira do ‘mata burro’. O mais estranho é que os assaltantes não levaram nada, mas por sorte ele conseguiu se salvar. Ele achava que era uma tentativa de sequestro. Então não deu a devida importância porque achava que não tinha inimigos”, relata.

Ao site, a fonte também comentou sobre o crime que tirou a vida do empresário. “Ele foi assassinado por um homem que estava com o rosto coberto por uma camisa. A execução foi coisa de minutos, muito rápida, coisa de profissional. O assassino já chegou dizendo que era um assalto e atirando em sua cabeça. Ele era uma boa pessoa, ajudava muita gente”, detalha. O autor do disparo chegou em um carro modelo Onix, de cor branca, e abordou a vítima que descia do carro. Adriano foi socorrido para o hospital da cidade, mas já chegou ao local sem vida.

Procurada, a Polícia Militar (PM) informou que no dia do crime, policiais foram acionados por populares sobre suposta troca de tiros no Centro. “No local, foi obtida a informação que uma pessoa tinha sido vítima, identificada posteriormente, sendo que o autor dos disparos, seria um homem não identificado e que a vítima fora socorrida por familiares”, diz trecho da nota enviada. A PM afirma que “foram feitas rondas no entorno do bairro em busca do suspeito, mas não ele não foi encontrado”.

A Polícia Civil investiga o caso que foi registrado na 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Esplanada. Ao site, a assessoria da Polícia Civil informou que detalhes não serão divulgados neste momento para não comprometer as investigações. Além disso, ressaltou que o prazo legal para conclusão do inquérito ainda não expirou. Segundo a polícia, o titular da Delegacia Territorial da cidade, delegado Wagner Marinho, responsável pelas investigações, tem mantido contato com familiares.

Outra cobrança da população é a solução do caso do jovem Bruno dos Santos Neri, 21 anos que foi morto a tiros num local conhecido como "Rio dos ovos" na Boa Vista 3.

Há cerca de 05 meses a Polícia Civil acreditava que as características do crime se assemelham a um latrocínio, roubo seguido de morte, entretanto, somente as investigações policiais poderiam dar um parecer oficial sobre o fato.

De acordo pessoas próximas a família até essa sexta-feira (11), o caso não foi solucionado e a única informação que se tem é que o caso esta sendo investigado.

Por: Adelia Felix Bnews/ Enews
Comentários
veja também
Rede News Online 2011 - 2018 © Todos os direitos reservados - 27 usuários online - Páginas visitadas hoje: 14691