Domingo, 25 de Agosto de 2019
Vacinação contra a gripe tem início em 15 de abril na Bahia
Bahia
Vacinação contra a gripe tem início em 15 de abril na Bahia
Informações: Ascom Sesab
Postado 25/03/2019
Imagem: Reprodução/internet

Para distribuir aproximadamente 4 milhões de doses de vacina destinadas à Bahia, a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe) será aplicada conforme o calendário de ações da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). A campanha ocorrerá no período de 15 de abril a 31 de maio, sendo 4 de maio, o dia de mobilização nacional.

Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinadas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes e as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Akemi Erdens, oportunamente, também serão disponibilizadas as demais vacinas do calendário vacinal para atualização da Caderneta de Vacinação da criança e da gestante. “Esta ação busca o resgate e vacinação de não vacinados, por considerar o risco para as doenças imunopreveníveis, além das baixas coberturas vacinais neste público”, ressalta Akemi, ao apontar ainda que a meta é vacinar 90% das pessoas que compõem os grupos prioritários.

O médico infectologista Maurício Souza, da UPA de São Caetano, explica que a Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. “É de elevada transmissibilidade, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz. Apresenta potencial para levar a complicações graves e ao óbito”, aponta.

Números

De 1º de janeiro a 9 de março de 2019, a Bahia registrou 51 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 02 óbitos. Nenhum caso de SRAG foi ocasionado pelo vírus Influenza. No mesmo período do ano passado, tinham sido notificados 102 casos e 17 óbitos de SRAG.

Além da vacinação, segue abaixo algumas medidas de prevenção:

• Lavagem das mãos várias vezes ao dia, principalmente antes de consumir algum alimento;

• Evitar tocar a face com as mãos e proteger a tosse e o espirro com lenço descartável;

• Utilizar lenço descartável para higiene nasal;

• Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

• Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

• Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

• Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

• Manter os ambientes bem ventilados;

• Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza;

• Evitar sair de casa em período de transmissão da doença;

• Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);

• Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.