Segunda, 16 de Setembro de 2019
Governador mantém na reserva remunerada capitão da PM que atirou em soldado
Polícia
em 16/12/2018
imagem: Pedro Moraes/ GOVBA
fonte: Bruno Luiz
Governador mantém na reserva remunerada capitão da PM que atirou em soldado

O governador Rui Costa decidiu manter na reserva remunerado o capitão da PM Adriano Maciel Moreira, que atirou no soldado Michael Lima Carinhanha após desentendimento entre os dois. O caso ocorreu em 2013.

A manutenção do policial neste regime foi publicada no Diário Oficial do Estado deste sábado (15). O PM foi transferido para a reserva remunerada em agosto do ano passado, por causa de conclusões de um processo administrativo sobre a ocorrência, feito pela Corregedoria da Polícia Militar, com recomendações da Procuradoria Geral do Estado (PGE). O conteúdo do relatório do caso não chegou a ser divulgado na época.

Segundo outra publicação do Diário, esta de maio deste ano, Adriano recebe na reserva o valor mensal de R$ 6.229,33.

O caso
Michael estava saindo de um bar na avenida Pinto de Aguiar, em Pituaçu, quando foi abordado. Adriano teria sido alertado por um amigo que ele estava armado e foi verificar. Ainda segundo policiais da 39ª CIPM, o soldado achou que seria assaltado e mostrou a arma. Neste momento, o capitão atirou. Na época, Adriano foi preso por causa do fato.

O capitão já chegou a ser afastado da PM em 2010, acusado de extorsão.